Tanca Tanca

menu-img-alt vale-wave
com.liferay.portal.kernel.util.DateUtil_IW@4c925b58
Fotógrafo: Ricardo Teles
com.liferay.portal.kernel.util.DateUtil_IW@4c925b58
Fotógrafo: Ricardo Teles

Vale no Pará

No Pará, abrigamos o maior complexo minerador do Brasil, responsável pelo maior investimento privado já realizado no país na segunda década do século XX.

O S11D inclui mina, usina, logística ferroviária e portuária e trouxe um novo impulso ao desenvolvimento econômico e social na região. Nossa produção de minério de ferro pode ser encontrada nas unidades de Serra Norte, Serra Leste e Serra Sul. Em Serra Norte, além do ferro, também produzimos manganês. Já a produção de cobre e níquel é feita nas minas do Sossego, Salobo e Onça Puma.
seta-direita scroll-to-see-more

Balanço Vale +

40 anos de relacionamento com o povo Xicrin

Em comemoração, nosso presidente, Eduardo Bartolomeo, visitou a aldeia-mãe, no sudeste do Pará. Esta foi a primeira vez que um CEO da Vale visita as terras de um dos 13 povos indígenas no Brasil com os quais temos relacionamento. A celebração marcou uma nova fase de relacionamento entre o povo Xikrin do Cateté e nossa empresa, que recentemente renunciou a todos os seus direitos minerários em terras indígenas. Outro destaque foi a mudança do nome do Parque Zoobotânico Vale, localizado na Floresta Nacional de Carajás, em Parauapebas/PA. Agora somos o BioParque Vale Amazônia. Um dos principais centros de pesquisa, conservação e educação da biodiversidade Amazônica na Região Norte do país.
Fotógrafo: Salviano Machado
Onda

Visite a Vale de onde estiver 

Nossas iniciativas 

Navegue pelas abas e conheça mais sobre nossas ações na região 

Fotógrafo: Alexandre Rezende

Sustentabilidade

Bioparque Vale Amazônia

Localizado na Floresta Nacional de Carajás, o BioParque Vale Amazônia é referência no trabalho de proteção às espécies e promoção de conhecimento ambiental. O espaço conta com 30 hectares de floresta nativa, o que permite a livre circulação de mais de 270 animais divididos entre aves, cutias e macacos nas áreas de visitação. Nos últimos 10 anos, mais de 1,1 milhão de pessoas visitaram o local.

Fotógrafo: Anderson Souza

Floresta Nacional de Carajás

Desde 1985, início da operação da Vale em Carajás, ajudamos a cuidar da Floresta Nacional de Carajás, uma das regiões mais ricas do Brasil e do mundo em biodiversidade. Nossa área de concessão abrange cerca de 411 mil hectares de mata preservada e nós ocupamos apenas 1,4% desse montante. 

Fotógrafo: Ricardo Teles

Nossa operação

Fotógrafo: Ricardo Teles

Unidade Serra Norte – Carajás

No complexo mineral de Carajás/Serra Norte, no município de Parauapebas, temos a maior mina de minério de ferro a céu aberto do mundo e atingimos o maior teor de pureza de ferro e mínima concentração de contaminantes no produto. Atualmente, o complexo é responsável por 150 milhões de toneladas de ferro por ano.
Fotógrafo: Ricardo Teles

Unidade Serra Sul S11 D

Localizado em Canaã dos Carajás, no sudeste do Pará, o S11D é o maior complexo minerador da história da Vale. A operação integra produtividade com respeito pelas pessoas, tecnologia e inteligência ambiental. O Serra Sul traz soluções como o sistema truckless, que substitui os tradicionais caminhões fora de estrada por correias transportadoras, reduzindo em cerca de 70% o consumo de diesel, e o processo de beneficiamento do minério a umidade natural, dispensando o uso de água. Com isso, reduzimos o consumo de água em 93%, o consumo de energia e eliminamos o uso de barragem de rejeito.
Fotógrafo: Ricardo Teles

Unidade Salobo

A mina de Salobo, em Marabá, sudeste paraense, é classificada como depósito de cobre de classe mundial. Isso representa que possuímos uma reserva mineral de 1,15 bilhões de toneladas de cobre. A operação integra lavra a céu aberto, beneficiamento, transporte e embarque da rodovia, na mina, até o terminal rodoviário de Parauapebas (PA).
Fotógrafo: Ricardo Teles

Unidade Sossego

Localizada no município de Canaã dos Carajás, a operação, iniciada em 2004, ocupa hoje a posição de primeira mina de cobre da Vale. A unidade reutiliza 99% de toda à água empregada no seu processo de produção, o que representa uma economia anual de 900 mil metros cúbicos de água, suficiente para abastecer uma cidade de 25 mil habitantes por seis meses.
Fotógrafo: Ricardo Teles

Unidade Onça Puma

Somos a maior produtora global de níquel, um dos metais mais versáteis do mundo. Foi na mina de Onça Puma, em Ourilândia do Norte, no Pará, onde a operação começou, em 2011.
Fotógrafo: Salviano Machado

Unidade Serra Leste

A mina de Serra Leste, no município de Curionópolis, entrou em operação em 2014 e utiliza o processo de beneficiamento a seco (umidade natural), garantindo um menor consumo de água, energia e reduzindo custos operacionais e o impacto ambiental.
Fotógrafo: Salviano Machado

Unidade Manganês do Azul

No Complexo Minerador de Carajás, também produzimos, desde 1985, manganês na Mina do Azul. Presente na composição de diversos objetos, o manganês é o quarto metal mais utilizado no mundo e faz parte do nosso dia a dia, sendo também essencial para a fabricação de aço e ferroligas.

Destaques

ITV

Trem de passageiros 

Espaço Memória

Casa de Cultura
Fotógrafo: Ricardo Teles
Onda

Notícias

button-prev button-next
No s'ha trobat cap resultat
seta-direita scroll-to-see-more